top of page

O Nu Masculino em Contornos de Intimidade


O nu masculino na arte, especialmente quando contrastado com o prevalente nu feminino, abre uma discussão intrigante sobre tabus, percepções culturais e a natureza da arte em si. Ao invés de nos concentrarmos em um panorama histórico detalhado, podemos discutir diretamente esta questão: Por que o nu masculino permanece, de certa forma, mais tabu?



estatua de David de Michelangelo
Licensed Canva


A representação do Davi de Michelangelo, um marco na arte, é uma dos poucos exemplos em que o nu masculino é celebrado e aceito amplamente. No entanto, essa aceitação parece ser mais a exceção do que a regra. Em muitas culturas, o corpo masculino nu é frequentemente envolto em mistério e, por vezes, em desconforto. Essa hesitação pode ser atribuída a várias razões, algumas das quais são profundamente enraizadas em normas sociais e de gênero.



Uma possível explicação para esse tabu pode ser a maneira como a masculinidade é tradicionalmente percebida. Enquanto a feminilidade é muitas vezes associada à beleza e à fragilidade – qualidades que podem ser realçadas através da arte do nu –, a masculinidade é frequentemente ligada à força e ao controle. A exposição do corpo masculino, em sua nudez e vulnerabilidade, pode parecer um desafio a essas normas estabelecidas.



Além disso, há uma dimensão histórica e cultural a ser considerada. Por séculos, o nu feminino foi mais aceito e até mesmo esperado nas artes, refletindo as dinâmicas de poder e o olhar predominantemente masculino que moldou a história da arte. Em contraste, o nu masculino, quando apresentado, muitas vezes evita a sexualização, preferindo focar em força, poder ou a forma idealizada, como visto em Davi.



Esse contraste nos leva a entender que a arte é, por sua natureza, um espelho das normas culturais e um desafio a elas. A representação do nu masculino pode ser vista como uma oportunidade para questionar e expandir nossa compreensão da masculinidade, da sensibilidade e da expressão humana.



Ao abordar o nu masculino na arte estamos discutindo uma prática artística, é claro, mas estamos também explorando os limites da nossa própria percepção cultural e desafiando as barreiras que ainda cercam a expressão da masculinidade em sua forma mais pura e vulnerável.




Escrito por Angela Rosana, saiba mais sobre mim aqui.


Os créditos aos fotógrafos constam nas imagens, com links para os respectivos perfis no Instagram. Conheça mais o trabalho de cada um!


Se você gostou desse artigo, deixe sua avaliação ao final da página!


Leia outros artigos aqui

Visite nosso Instagram


Publicação no Instagram dezembro 2023


2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Rated 5 out of 5 stars.

E mais a vez, acertando em cheio abordando um assunto importante, parabéns à todos os fotógrafos participantes deste artigo

Like
Viva O Clique
Viva O Clique
Dec 04, 2023
Replying to

E você sempre presente para fazer os assuntos ganharem brilho e destaque! Obrigada sempre!

Like
bottom of page